Você está agora em:

Perguntas Mais Frequentes

 

 

 

Qual tipo de material mais indicado para controlar meu patrimônio?

Trabalhamos com dois tipos de materiais indicados para o patrimônio:  Plaquetas em Alumínio e Etiquetas em Poliéster.

O alumínio é indicado para ambientes internos e externos, podendo ser  fixado com adesivo (dupla face) de alta resistência, furos (uso de rebites ou parafuso) e também  por cola para junta de motor (utilizada nas plaquetas sem  adesivo ) .

A fixação por rebites é indicada quando ocorre alto grau de trepidação, para  construção civil e necessidade de fixação reforçada.

Para uso interno e ativos que sofram pouca trepidação, recomenda-se as placas de patrimônio auto-adesivas (dupla face),  ideais para computadores, mesas, cadeiras, impressoras, etc.  

O alumínio é resistente a intempéries, álcool, gasolina, tinner, multi-uso e temperatura até 150ºC.

As etiquetas em poliéster são indicadas para ambiente interno, como escritórios, salas e consultórios.  Por ser flexível atende à fixação em superfícies curvas e equipamentos pequenos. É resistente a multi-uso e detergente, não sendo indicado limpeza com  esponja de aço .

 

Quando usar a cola para junta de motor?

Quando se trabalha com as placas de patrimônio em alumínio sem adesivo, a cola para junta de motor é a mais indicada para uma fixação altamente resistente. Você encontra a cola em nosso site.

 

Quando uso o rebites para a fixação?

Em Ativos que sofrem alta trepidação ou necessitam de uma resistência reforçada.  Indicado para Prefeituras, Escolas, Empresas de Construção Civil...

 Não indicamos fixar com rebites equipamentos eletrônicos como notebooks, televisões de LCD/LED, Celular, etc.

As plaquetas podem ser trabalhadas com furos e adesivo simultaneamente, um não influencia no outro. É indicado para empresas que trabalharão tanto em ambiente interno, como externo.

 

Porque devo usar a espátula 3M na fixação?

A espátula auxilia para uma fixação mais eficiente das plaquetas, retirando todo o ar entre o ativo e o adesivo.

 

Por que devo controlar meu patrimônio?

- Relação atualizada do inventário dos bens permite o maior controle da depreciação dos mesmos, garantindo deduções fiscais corretas que muitas vezes podem fazer a empresa economizar com impostos.
- Relação atualizada do inventário dos bens favorece a empresa no momento da venda destes, já que este fato garante que os bens sejam sempre vendidos pelo seu valor real.
- Garante uma maior solidez na definição do patrimônio e aumento do patrimônio líquido.
- Manter um controle do patrimônio sempre atualizado ajuda a empresa a obter maiores garantias bancárias.
- Com um maior patrimônio líquido comprovado, a empresa passa a oferecer melhores garantias reais às instituições financeiras.

ISO: Sua empresa buscando um certificado como o ISO, entre outros , é exigido o controle patrimonial, e nossas plaquetas e etiquetas atendem a todas as recomendações para a obtenção do certificado.

 

Qual a diferença entre Leitor de Códigos e Coletor de Dados?

O leitor de códigos é utilizado para efetuar  a leitura do código de barras de um ativo e/ou produto, e deve estar conectado a um computador para pleno funcionamento.  Já o coletor de dados é um aparelho portátil, que pode ser levado a campo, ler os códigos, armazenar os dados em txt, e depois descarregá-los no software de controle, proporcionando mais agilidade e eficiência.

 

Para que serve e onde uso as etiquetas sem impressão?

As etiquetas sem impressão que trabalhamos são para uso em impressora térmica, não podendo ser utilizadas em impressora comum. Apresentam-se em rolos e são usadas para controle patrimonial, estoque, identificação de produto, etc.

 

O que é usado para fazer a impressão nas etiquetas, cartucho comum?

Não, para a impressão nas etiquetas sem impressão é usado o Ribbon. As etiquetas são plásticas e as tintas comum usadas nas impressoras não aderem no material .

 

O que seria o Ribbon?

 

O ribbon que usamos para fazer a impressão nas etiquetas através da impressora térmica (Alegro, Datamax, Dargo, Sato, Zebra, Avery Denninson, etc) , é uma película termo transferível  que recebe as informações da cabeça de impressão da impressora  e realiza  a transferência dos dados para as etiquetas., O mercado atual utiliza basicamente três tipos de ribbons: Cêra ,  Misto ( 50% Cera, 50% Resina )  e Resina.

 

Qual a diferença dos Ribbons, Cera, Resina e Misto?

O ribbon de Cera é usado para o dia a dia, para etiquetas de papeis como o couche e outros. Não resiste a produtos químicos e ao desgaste por abrasão.

O ribbon Misto possui 50% cera e 50% resina e é usado para o trabalho que requer um pouco mais de resistência, indicado também para impressão em materiais como Bopp, couchê. Tem moderada resistência à abrasão e produtos químicos.

O ribbon de Resina é o mais indicado para etiquetas plásticas, possui um poder maior de aderência e impressão. Possui elevada resistência à abrasão e aos produtos químicos, além de resistir às intempéries.

 

Meu Carrinho

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Faça sua pergunta